« Voltar para Atualidades

Atualidades

Os 10 melhores Sambas-Enredo de todos os tempos

07 FEV, 2018 Autor: José Roberto Abramo
Os 10 melhores Sambas-Enredo de todos os tempos (07/02/2018)

“Quem não gosta de samba, bom sujeito não é”, já dizia Dorival Caymmi. Em “O Samba da Minha Terra”, de 1940, os sambas de roda da Bahia foram a grande inspiração. A frase, no entanto, faz sucesso entre os bambas até hoje. Principalmente os apaixonados por sambas-enredo. O Samba-Enredo é um sub-gênero do samba moderno e que surgiu entre 1930 e 1950 nos desfiles das escolas para contar a história do tema abraçado no desfile. Ele vale ponto e toda a agremiação devem sabê-lo e canta-lo. Inclusive, muitos deles ficam marcados na nossa memória. Por isso listamos os 10 melhores sambas-enredo de todos os tempos pra você já ir aquecendo os tambores para o carnaval.

 1º União da Ilha – “É Hoje” - 1982


Escolhi a interpretação de Caetano Veloso porque acho que sua voz se adaptou muito bem a esta música.



2º Império Serrano de 1964 em versão de 2004 – “AQUARELA DO BRASIL” (De Silas de Oliveira)

O Império Serrano entra de novo na Avenida em 2004 com este samba-enredo.

Escolhi a versão gravada por Martinho da Vila.



3ª Salgueiro – “Bahia de todos os Santos” – 1969 – Interpretação de Elza Soares (Bala e Manoel Rosa)



4ª Império Serrano – “Lenda da sereia e Rainha do Mar” – 1976 (Vicente Matos, Dino e Veloso)

A versão de Marisa Monte valoriza a letra e a melodia, embora não seja o estilo samba cantado na avenida. Mas fico com ela.



5ª Beija-Flor 1978 - A criação do mundo na tradição nagô - (Neguinho da Beija-Flor, Gilson Dr. e Mazinho)



6ª União da Ilha - “O Amanhã” – (João Sérgio)

Aqui ficamos com a interpretação de Simone.



7ª Portela – “Das Maravilhas Do Mar Fez-Se O Esplendor De Uma Noite “ – 1981 (David Correia e Jorge Macedo)

Aqui ficamos com a interpretação de Maria Bethânia.



8ª Mangueira – Caymmi mostra o que a Bahia tem e a Mangueira também – 1986 (Ivo Meirelles, Paulinho e Lula)



9ª Imperatriz Leopoldinense – Liberdade, Liberdade abre as asas sobre nó – 1989 (Niltinho Tristeza, Preto Joia, Jurandir e Vicentinho).



10ª Mocidade Independente  - “Sonhar não custa nada” – 1992  (Paulinho Mocidade, Dico da Viola e Moleque Silveira)



 

FAIXA BÔNUS

O rapper Criolo fala da luta do negro em single com inédito samba-enredo 'Povo guerreiro'. O rap e o samba saíram do mesmo lugar, dos extremos das periferias. E aí os gêneros musicais se interceptam e se fundem na natureza comum.

E assim, vamos mostrar nosso primeiro Samba Enredo lançado o single agora no início de Fevereiro

Povo Guerreiro (Ricardo Rabelo e Willian Borges)



 

Esta lista detém, na minha visão aqueles sambas-enredo que vieram de muitas gerações de sambistas. É claro que poderíamos fazer uma playlist mais atual. Então, você pode sugerir e a gente linka aqui. 
 
                                                                      Assista aos vídeos.
 

Vídeos

Comentários

Nenhum comentário feito. Seja o primeiro!

Deixe um comentário:

[ Não será exibido ]
 
 

Mais Atualidades

Febre Amarela: vacinar ou não?

01 FEV, 18 Autor: José Roberto Abramo

 José Roberto Abramo (em resumo de pesquisa para o link saber.com.br) - Publicado no dia 01/02/18 A sociedade Global padece neste século XXI e já desde fim do...

SAIBA MAIS

10 hits internacionais que vão bombar no verão

26 JAN, 18 Autor: José Roberto Abramo

A gente gosta de música, respira música e tá sempre em busca dos melhores hits. E no verão não seria diferente. A estação mais quente do ano (quente meeeeesmo) tá recheada de músicas novas...

SAIBA MAIS

5 músicas sobre o nordeste que você precisa conhecer

02 JAN, 18 Autor: José Roberto Abramo

As músicas sobre o nordeste trazem em sua essência a alma de seu povo. Nós listamos 5 músicas que falam da terra e ostentam a súmula dessa região tão linda e, ao mesm tempo, tão...

SAIBA MAIS

1 2 3 > >>
LINK SABER - CURSO UM TORQUE - VAIALI.COM
(32) 99924 - 5729
Rua: Marechal Deodoro nº 982 (parte Alta) Juiz de Fora MG